Nome técnico: Dermolipectomia de Coxas

Parte do corpo: Face interna das coxas

Indicação: Flacidez de pele importante na região interna da coxa, geralmente após grande perda de pele.

Idade recomendada: Relativo, geralmente a partir dos 35 anos.

Anestesia: Peridural ou geral.

Duração da cirurgia: Em média 2 horas

Permanência na clínica ou hospital: Geralmente um dia.

Cicatriz: A cicatriz é discreta, ficando escondida na região da virilha, podendo prolongar-se ate a região subglutea dependendo do excesso de pele a ser ressecada.

Pré-operatório: Arquivo fotográfico, exames laboratoriais e, se necessário, exames específicos para o paciente em questão.

Pós-operatório: Retira-se o dreno em 1 ou 2 dias
Curativo compressivo de contenção (vestimenta elástica tipo meia-calça) é mantida durante 30 dias. O paciente deve evitar o excesso de movimentos, principalmente os que estirem a cicatriz. A tração natural exercida pela gravidade e caminhadas sobre a cicatriz levam a um grau variável de alargamento nos primeiros meses. Quanto menor for a tração sobre a cicatriz, menor será sua aparência inestética.
Os pontos são geralmente retirados entre 7 a 21 dias, dependendo da evolução da cicatriz.

Recuperação: Aproximadamente 20 dias. É comum um certo grau de edema (inchaço) e equimose (roxidão) nos membros inferiores, que costumam regredir em até 20 dias. Não costuma haver dor no pós-operatório. Redução transitória da sensibilidade na região operada é comum.

Complicações: Apesar de serem raras, as complicações e intercorrências mais freqüentes são: uma coleção sanguinolenta, denominada hematoma, coleção serosa denominada seroma, deiscência (abertura dos pontos de sutura), infecção, sofrimento de pele, alterações da cicatrização como quelóide. A trombose, embolia, lesões de nervos motores, alteração da sensibilidade e problemas anestésicos também já foram descritos. Um preparo pré-operatório adequado é fundamental para tentar evitá-las, assim como escolher um cirurgião plástico habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para executá-la. O tabagismo aumenta sensivelmente a incidência de complicação, portanto é indispensável parar de fumar por pelo menos 20 dias antes da cirurgia.

Resultado definitivo: O resultado definitivo é alcançado em torno de 6 meses, tempo de amadurecimento da cicatriz, regressão do edema e acomodação dos tecidos.

Associações possíveis e/ou recomendáveis: Torsoplastia, calça e culote

Diferentes modalidades: Conforme o caso, a incisão pode ser prolongada:
Na cirurgia denominada por Pitanguy como: Calca e culote, a Incisão se prolonga anteriormente contornando a virilha e seguindo lateralmente na região da crista ilíaca anterior.